segunda-feira, 29 de junho de 2015

quando eu era mais jovem, eu me achava especial. que tinha um destino. que realizaria grandes feitos. os anos passaram, a vida aconteceu, e me dei conta que eu era apenas mais um bichinho sem alma, nessa pedra girando pelo espaço, sem nada que me distinguisse. entretanto, em nossa época narcisista, cercado de pessoas que se acham a última coca-cola do deserto, cada um protagonista do filme da sua vida, todos brigando por mais amigos no facebook, me dei conta que nada pode ser mais especial do que alguém que sabe sinceramente que é apenas mais um.
- Alex Castro

domingo, 28 de junho de 2015


O que fazer quando alguém contar uma piada racista pra você

Em etapas:
  1. ouça com muita atenção
  2. quando seu interlocutor terminar, não ria
  3. diga que não entendeu e peça para ele explicar
  4. observe ele afundar no próprio preconceito
Funciona para piadas homofóbicas, sexistas, gordofóbicas e de outros calibres de ignorância.




Todos são gênios. Mas se você julgar um peixe pela habilidade de subir em uma árvore, ele vai viver a vida inteira acreditando que é estúpido.

Ás vezes, finjo ser normal. Mas fica chato. Então volto a ser eu mesma.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Eu posso sempre escolher, mas devo estar ciente de que se não escolher, assim mesmo estarei escolhendo.

Sartre

quarta-feira, 17 de junho de 2015

(...) a realidade não existe a não ser na ação; aliás, vai mais longe ainda, acrescentando: o homem nada mais é do que o seu projeto; só existe na medida em que se realiza; não é nada além do conjunto de seus atos, nada mais que sua vida.


Eu posso sempre escolher, mas devo estar ciente de que se não escolher, assim mesmo estarei escolhendo.

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Quem inventou a escada rolante? Degraus que se movem. E depois falam de loucura. Pessoas subindo e descendo em escadas rolantes, elevadores, dirigindo carros, tendo portas de garagem que se abrem ao tocar de um botão. Depois elas vão para as academias queimar a gordura. Daqui a 4.000 anos, não teremos pernas, nos arrastaremos sobre nossas bundas, ou talvez só rolemos como arbustos secos no deserto.
- Charles Bukowski
O que estão fazendo? O que estão pensando? Todos nós vamos morrer, que circo! Só isso deveria fazer com que amássemos uns aos outros, mas não faz. Somos aterrorizados e esmagados pelas trivialidades, somos devorados por nada.
- Charles Bukowski